Internet é ferramenta de trabalho ou concorrente?

06 . setembro . 2015

Internet é ferramenta de trabalho ou concorrente? Agências e agentes vão desaparecer? Companhias aéreas e rede de hotéis têm estatísticas que mostram o contrário. O que é melhor: resolver problemas através de um site ou através de um profissional confiável?

Artigo de Ely Ribeiro da Silveira

Empreendedora do setor de turismo, com a sua Ceretur Operadora, e presidente da SeccionalEstado de Santa Catarina da Associação Brasileira das Agências de ViagensAbav-SC

Em tempos de crise econômica, obrigando redução de despesas, a Internet apresenta alternativas, supostamente, mais em conta para compras de artigos esportivos, itens estéticos, produtos domésticos e até mesmo viagens. E as supostas vantagens da compra on line estão expostas em diferentes mídias, gerando debate sobre a real credibilidade e prestação de serviços do B2C — o business to consumer, ou empresa para consumidor.

No setor do turismo, é crescente a discussão sobre esse tema. A Web é ferramenta de trabalho ou concorrente? Sites de vendas vão acabar com as atividades das agências de viagens ou reforçar a qualidade do atendimento dos agentes e suas empresas? O que vemos, atualmente, é um embate entre comprovada capacidade destes profissionais e recorrentes reclamações sobre prejuízos oriundos de negócios fechadas através de sites.

Seja pela configuração incorreta de pacotes, ou diferenças entre exposto e ofertado, o cliente, optando pela via digital, assume o risco de cometer equívocos. Detalhes que raramente passariam despercebidos àqueles atuantes e experientes no segmento. Isso pode prejudicar, até mesmo impedir, a partida. E, em caso dos erros, a solução contando com a ajuda de um consultor é mais fácil, em menor tempo, com redução do estresse.

Já pensou perder um voo e precisar entrar em contato via e-mail ou pelo famoso CLICK AQUI para informar o ocorrido, aguardar retorno e desperdiçar sua programação? Em horas como estas, ter o celular de um responsável não tem preço, correto? Estatísticas de companhias aéreas e redes de hotéis retratam a superioridade das agências de viagens na comercialização de seus produtos e serviços, isso, em âmbito nacional ou internacional.

Nos primeiros seis meses de 2015, considerando apenas as empresas Azul, Gol e TAM, representou entre 65% a 75% da comercialização total de passagens, superando todos os demais canais: lojas físicas, quiosques em aeroportos, sites de vendas etc. A situação se repetiu nas redes hoteleiras nacionais, ficando entre 50% e 55%; balcão e outras opções alcançaram entre 35% a 40%; e, sites, em torno dos 10% — dados bem significativos.

O reconhecimento da importância dos agentes de viagens, por parte das aéreas e hotéis, na comercialização de seus serviços, é mensurada pelos investimentos em capacitação e divulgação em eventos direcionados àqueles profissionais. Vide a presença maciça dos mesmos na Abav Expo Internacional, por exemplo. Ou na oferta constante de viagens de familiarização — os famosos famtours —, sempre a custo zero para os convidados.

Os serviços prestados pelas agências de viagens não são simplesmente dispensáveis, como pensam muitos. Ele tem o caráter de consultoria, buscando destinos de acordo com os gostos dos clientes, fazendo levantamento dos serviços oferecidos, garimpando tarifas compatíveis aos bolsos da cada um, reunindo as informações necessárias para a viagem, relacionando a documentação a ser apresentada e outros detalhes fundamentais.

Como a busca é por clientes, passageiros ou turistas satisfeitos, a preocupação com os detalhes é primordial. Uma assessoria que antecede a partida, mantém-se durante todo o período de desfrute e prossegue após o retorno. Recentemente, o Giro Marília, site de notícias do Município de Marília, no interior do Estado de São Paulo, publicou os 10 pontos positivos de se contar com apoio do agente ao se fazer a compra de uma viagem.

São os seguintes, aqui dispostos em ordem alfabética e com seus textos resumidos:

  • Confiança

Viajar é uma experiência que tem começado cada vez mais cedo e que deve repetir-se várias vezes ao longo da vida. Assim, fica mais fácil tomar este tipo de decisão com o apoio de alguém já conhecedor de suas necessidades, preferências e preocupações.

  • Credibilidade

Em vez de ler manifestações de internautas pessimamente redigidas, e das quais não se tem como checar credibilidade, capta informações, ouve orientações e solicita opiniões de alguém que, muitas vezes, já fez o mesmo roteiro, e trabalha com ele há anos e anos.

  • Cuidados

O agente de viagens não faz apenas a venda. Ele orienta sobre bagagens, documentos necessários, tipo de roupas e medidas de segurança; dá dicas de lazer e para melhores compras; e manifesta outras preocupações, muito além de passagens, traslado e hotel.

  • Experiência

O agente de viagens é uma pessoa como você. E não um sistema consultando banco de dados o tempo todo. Quando ele emite opinião sobre aeroporto, cidade, hotel, passeio, ou alimentação, é um ser humano falando, expressando seu conhecimento, sua vivência.

  • Facilidades

Agências de viagens sempre têm maior facilidade para incluir novas necessidades ao pacote já fechado, como comprar um serviço a mais, ou estender o já contratado. Para clientes com maior convivência, até consegue prazos para pagamentos, por exemplo.

  • Oportunidades

Agente de viagens vive seu trabalho 24 horas por dia, sete dias por semana. E também está por dentro das ofertas e promoções exibidas pelos sites. Se você mantém relação sólida com ele, tenha certeza de que sempre será comunicado sobre boas oportunidades.

  • Profissionalismo

Caso você precise de mais informações, outros esclarecimentos ou mesmo solução de problemas, não fala com um robô, ou com atendente do outro lado do país munido de um manual de respostas. O atendimento é sempre feito por um profissional de turismo.

  • Segurança

Na viagem, você não carrega um 0800 ou página de Reclame Aqui. Leva o telefone pessoal ou comercial, direto, do seu agente. E é ele que tem os contatos daqueles com a obrigação de o atender onde quer que esteja, podendo ajudá-lo em qualquer situação.

  • Seriedade

É mais fácil conferir a experiência de agências de turismo do que de sites de vendas. Nenhuma empresa ou profissional fica 10, 15, anos no mercado sem seriedade. Você olha nos olhos daquele que está atendendo, testa os conhecimentos técnicos dele etc.

  • Tempo

A assessoria prestada pelo agente de viagens libera você para se ocupar com outras coisas, como aproveitar seus momentos com a família, ao invés de ficar horas e horas na frente de um monitor, por exemplo, tentando alinhavar detalhes, informações, preços…

 

A empresária Ely Ribeiro da Silveira, empreendedora do setor de turismo, com a sua Ceretur Operadora, e presidente da Seccional Estado de Santa Catarina da Associação Brasileira das Agências de Viagens — Abav-SC, na frente da uma vista da cidade de Florianópolis, em foto produzida a partir do alto das estruturas da Ponte Hercílio Luz

 

Esta matéria foi republicada nos seguintes locais:

Ceretur Operadora: para acesso, clicar em https://www.facebook.com/cereturoperadora.

• Projeto Educantur — Educando Através do Turismo: para acesso, clicar em https://www.facebook.com/educantur.

• Jornalista João Zuccaratto – http://www.zuccaratto.jor.br/blogs/frente-as-crescentes-vendas-via-web-agencia-e-agente-de-viagens-se-impoem/

 

Consultoria em Turismo

27 . agosto . 2015

A alta expansão do turismo no Brasil,  exige qualificação de mão de obra em suas diversas especificidades.

Ofereço diversos tipos de treinamentos, mas o foco principal é tornar o agente de viagens produtivo, ou seja, capacitá-lo de forma que ao ser contratado por uma empresa ele já comece a  apresentar resultados, e não seja apenas mais um no mercado. O treinamento é altamente indicado para agências de viagens que já possuem a sua equipe montada ou desejam montá-la sob o aspecto de que todos os agentes possuam um amplo conhecimento das atividades da agência.Ministro treinamentos para gestores de agências, dando dicas de administração,  fidelização de clientes, padronização de atendimento e muito mais.

Somente os alunos aprovados têm direito ao certificado, que é postado nos Correios em até 15 (quinze) dias após a data final do treinamento. Em caso de reprovação e caso queira se re-matricular no treinamento, deve entrar em contato conosco, com um desconto de 90% no valor do treinamento, poderá estudar novamente os módulos reprovados e realizar uma nova prova.

Após o treinamento, os alunos aprovados, poderão deixar seu currículo para que eu faça a distribuição e indicação, automaticamente o incluído em processos de seleção nas agências e operadoras parceiras do Blush Viajante.

Os treinamentos variam de duração, valor e quantidade de pessoas, podendo ser individual ou em grupo. E o melhor: eu irei até você! Assim, iremos adaptar as técnicas ao seu ambiente de trabalho.

Entre em contato pelo formulário para saber mais detalhes!

                                                         Últimos Treinamentos realizados

Agência: Teka Tour – Bonsucesso – Rio de Janeiro

20130928_171713

Agência: Vibe Viagens – São Francisco – Niterói

DSCN0005

O que é um agente de viagens? #clienteconsciente

06 . agosto . 2015

Hey pessoal!

Voltando a série de perguntas sobre: o que vc faz? como é o seu trabalho? Pô, vc viaja pra caramba, né?! kkk

Eu vim “dismistificar” esta tão polêmica profissão: Agente de Viagens

Um bom agente de viagens é um conselheiro pessoal, psicólogo e especialista na arte e na ciência de viajar. Não só conhecemos as vantagens e desvantagens das várias formas de viajar, mas os preços e horários, sendo que, em muitos casos, atuamos como conselheiros visando ajustar os serviços de viagens de acordo com a personalidade do cliente.

Agente de viagens

Funções de um BOM agente de viagens:

Uma pessoa com este cargo, deve contar com conhecimentos e habilidades em:

* Planejar e elaborar itinerários individualmente, viagens individuais e viagens em grupo.

* Oferecer e vender viagens já organizadas por outras empresas ou elaborar o próprio roteiro visando atender a necessidade do cliente.

* Fazer as reservas necessárias em hoteis, moteis, restaurantes, aluguel de carros, visitas turísticas, traslados de passageiros e bagagens a determinados locais e hoteis,  entradas a espetáculos especiais, como festivais de música e teatros…

* Devem conhecer para aconselhar ao cliente, sobre os muitos detalhes que implicam uma viagem atualmente, tais como: seguro de bagagem e de viagens, material de apoio de idiomas, cheque/cartão de viagens, câmbio de moeda estrangeira, documentos necessários (vistos e passaportes) e requisitos médicos (imunizações e vacinas).

* Deve ter conhecimento sobre os horários de conexões entre trens, aviões, preços de hoteis, localização, características,  e se os preços incluem impostos e descontos locais. Estes 2 últimos, muito importantes e que a “internet” vem ocultando.

* Fazer  reservas para a realização de algumas atividades, como peregrinações religiosas, convenções, viagens de negócios, viagens gastronômicas e desportivas.

*E infelizmente, ultimamente, atender há uma minoria que acha que o nosso trabalho é só uma vitrine, e que não custa fazer um orçamento. Daí, o agente fornece as melhores informações para o “cliente” simplesmente sumir e não atender as ligações. Pois acredita que é mais barato comprar na internet, fato que nem sempre é verdade. Mas ainda que seja, a informação é um bem e que deve ser valorizado. Se não tem a intenção de comprar com o profissional, ao menos dê a ele o crédito e remuneração pelo trabalho prestado, sim, você pode não comprar com ele, mas por todo o levantamento dos melhores fornecedores, locais e serviços que ele lhe enviou, pode ser paga uma remuneração à combinar previamente ou uma gorjeta que seja. Pois sim, o nosso trabalho custa! Custa o nosso emprego no fim do mês (pois nenhum patrão quer um funcionário que só envia informações ao cliente e não dá retorno), a internet, o telefone para ligar para o hotel e conferir se ele irá aceitar o seu pet, se irá te proporcionar algum regalo para lua de mel, o cafézinho, o ar condicionado, aquela água bem geladinha, um belo sorriso no rosto para te receber, dentre outros mimos. Seja um #clienteconsciente, valorize quem trabalha para você! Sim, pois trabalhamos para você. Somos o seu agente de viagens, e isso é muito chique!

Além de ouvir e identificar a necessidade do cliente, a fim de elaborar a melhor viagem da vida dele. kkk E às vezes só ouvir. Sim, as vezes ele não quer comprar nada ou viajar, o seu cliente só quer conversar com você. E o bom agente de viagens se torna amigo!  Às vezes penso que a minha profissão é um pouco psicóloga e quer saber… Essa é a melhor parte!

Eu tenho um post ainda mais explicadinho sobre esta linda profissão que vale à pena conferir: http://wp.me/p3Znz8-k

Ah, e sobre viajar, é muito realtivo. Eu já viajei bastante, mas não tanto quanto gostaria. Isso vai depender da sua posição dentro da agência, alguns cargos requerem presença constante, onde não poderá se ausentar por muitos dias.

Você também poderá gostar de: http://wp.me/p3Znz8-j8
Bitocas,
Ive Dourado.

20 Motivos para Preferir um Agente de Viagens.

25 . maio . 2015
  1. Sabemos que existem muitos agentes de viagens bons e uma minoria de picaretas, assim como em todos os setores. Mas se você tiver um agente que cuide de você, de confiança,  jamais estarás sozinho no mundo.
  2. Te oferecemos água, café, refrigerante, cerveja, whisky…
  3. Brindes sempre muito bacanas…
  4. É chique você chegar para os amigos e falar ” MEU AGENTE DE VIAGENS” está cuidando de tudo. Muito mais bonito que dizer ” ESTOU 2 NOITES SEM DORMIR NA NET”.
  5. Duvido que o atendente da internet durma ou perca o sono pensando em você. Afinal é impossível pensarmos em quem nunca se viu antes.
  6. Ter o telefone e saber com quem você vai poder contar a qualquer momento em qualquer lugar, não tem preço
  7. Saber a quem reclamar, sem esperar horas no telefone e sem ser transferido 10 vezes, também não tem preço;
  8. Não ser atendido por aquela voz robótica do telefone e aquela musiquinha chata de 15 minutos, é algo único, sublime.
  9. A vida é muito, muito curta. Aproveite os prazeres da vida. Dedique mais tempo à sua família, saia do computador e deixe que o seu agente tome conta de tudo. Não custa quase nada.
  10. Não perca tempo se ferrando, nós já nos ferramos por você! O agente de viagens já foi, já provou, aprovou e reprovou um pouco de tudo no turismo, ou conhece bem através de feedback dos clientes, podendo assim te livrar de péssimas ou terríveis experiências.
  11. O bom agente de viagens é mais que um profissional, é uma mãe.
  12. Mais que banco de dados, temos a sua vida em nossas mentes. Jamais esquecemos de ótimos clientes.
  13. O bom agente de viagens sempre tem uma carta na manga, possui ótimos contatos que podem quebrar verdadeiros galhos. Algo que os atendentes do call center jamais farão por você.
  14. O agente de viagens tem braços para te dar uma abraço. Sorri quando te vê. O calor humano também não tem preço.
  15. Quando aparece aquela super promoção, lembramos logo de você caro cliente! Nada de simples e-mail, spam, lixo eletrônico ECA!
  16. O agente de viagens faz parte da sua vida, da sua família. Agentes mais antigos até acompanham o crescimento dos seus filhos, e em cada foto, nas mais belas paisagens do mundo, sempre haverá a presença de um ótimo profissional.
  17. Você liga na agência enquanto está viajando, pede para emitir um serviço e diz que vai pagar quando voltar. Sim, se você for de confiança o seu agente fará isso por você. Será que a net faria o mesmo?
  18. Com um agente de viagens você não se preocupará em pensar tanto. Estamos acostumados a te lembrar do visto, do passaporte, do seguro, da roupa de frio etc. Reserve a sua mente ocupada para outras atividades do dia a dia.
  19. Ao contrário da internet, a nossa conexão com você nunca cai.
  20. Viagem não é um produto qualquer. Viagem não é uma mercadoria que se compra no mercado livre. Viagem é projeto de vida, é realização, é compromisso inadiável. Tem coisas que a internet é incapaz de substituir e a assessoria em viagens é uma delas.
 Se esqueci de algo por favor, deixe aqui o seu comentário:
By Eduardo Gomes – http://www.agentesdeviagens.com/2013/03/20-motivos-para-preferir-um-agente-de.html
Endosso as palavras acima, e completo que agentes de viagens também é seu psicólogo gratuito, pois por diversas vezes escutamos suas histórias pessoais, damos conselhos e não pedimos nada em troca!
Boa semana!
Ive Dourado
travel-agent

Quero ser um Agente de viagens! Como é possível?

03 . outubro . 2014

Olá meus amigos viajantes!!!

Tudo bem com vocês?!

É muito comum após o retorno de viagens maravilhosas, os passageiros ficarem super encantados com o ramo do turismo e o prazer que ele proporciona e decidem entrar no ramo de viagens de cabeça. Mas muitos não sabem como faz, se pode, o que é necessário, então, pensando em você, que deseja trabalhar com sonhos,  que estou publicando este post e me colocando à disposição para retirar as dúvidas que surgirem.

Se a pessoa não tiver experiência, sim, tem que ter um estudo para trabalhar na área e ser bem sucedida, como em qualquer outra profissão. Mas hoje, no mercado, existem pessoas que não tem faculdade devido a estar na profissão há muitos anos, visto que, esta faculdade é recente, data de uns 14 anos aproximadamente. Mas eu recomendo sim a faculdade, pois hoje, são poucas as agências que te oferecerão muito conteúdo para te passar e fazer com que uma faculdade não se torne necessária. Hoje o mercado é muito rápido, e a maioria das empresas não estão treinando como se deveria, então, requer muito estudo independente, além da teoria dada na faculdade!!! Fazer cursos paralelos também ajuda muito, como geografia, inglês para turismo, cursos sobre destinos turísticos e etc.

Eu fiz segundo grau em turismo, e formei como técnica em 2003, no Colégio em Realengo, no bairro de mesmo nome, e em 2004, entrei na faculdade de Turismo & Hotelaria na Estácio de Sá, Campus Centro I, me formando em tecnóloga em 2006. Porém, considero mais proveitoso no meu dia a dia, o aprendizado obtido no meu 2º grau, pois tivemos matérias muito específicas e importantes, sobre a base do turismo e aviação, recebemos muito conteúdo importante, que hoje, me permitem concorrer de igual para igual, com muitos profissionais do ramo, com o triplo da minha experiência. Em paralelo fiz cursos de emissão de passagens, recreação para turismo, e outros.

Porém, a área de turismo é muito grande, eis alguns exemplos:

– Hotelaria ( Recepcionista, Setor de Reservas, Mensageiro, Garçom)
– Agências Receptivas ou emissivas e Operadoras de Turismo (Consultor/agente de viagens, Setor operacional, Setor de produtos e destinos, Emissor Aéreo, Promotor de Vendas)
– Guia de turismo – pode estar dentro de uma agência/operadora, ou trabalhar como autônomo)
– Museus (Monitor de museu)
– Restaurantes (Garçom)

Há de se pensar em qual área deseja trabalhar, lembrando que em sua grande maioria terá o contato com o público e as metas, que podem ser financeiras, de prazo ou de público. Um pré-requisito muito importante ao pensar em ingressar na área, seja em qualquer posto, é checar se concorda com pelo menos 3 (três) destes itens:

– Não sou tímida,
– Gosto de lidar com o público,
– Tenho aptidão com vendas,
– Sou dinâmica, Ex.: consigo realizar 2 tarefas ao mesmo tempo, atender um telefone, enquanto realizo uma reserva aérea ou hoteleira.
– Consigo cumprir prazos e lido bem as com cobranças,
– Sei trabalhar em grupo,
– Sou bom/boa em receber críticas, sabendo ouvir e respeitar a opinião alheia,
– Sou paciente,
– Sou segura, principalmente ao falar.

É sério, parece bobo, eu sei, mas se você obtiver pelo menos 3 destas características, já é meio caminho andado.Ao longo da minha carreira, treinei pessoas de vários perfis, e pude ir percebendo que muitos tinham boa vontade, e queriam aprender, mas não tinham o dom. Sim, tem que ter dom! O dom da venda, o dom de lidar com público, o dom da fala, o dom de pensar rápido para fornecer soluções aos clientes, o dom de ter calma diante dos problemas para que ele não se torne maior do que realmente é, e muito mais…

Já treinei uma pessoa que queria trabalhar elaborando proposta de pacotes, mas que odiava geografia e matemática. Então, era impossível ela trabalhar neste cargo, pois ela obrigatoriamente terá que ter ao menos uma noção de geografia, além de somar e multiplicar os valores das diárias e dos demais serviços que compõe um pacote turístico. Assim como, treinei uma pessoa super tímida, que a voz era trêmula ao falar um “Bom dia!”, seguido do próprio nome ao atender o telefone. Então, são pequenos detalhes que temos que avaliar para que possa se encaixar no cargo certo e ter satisfação, mas uma vez descoberto o seu talento nesta área magnífica e ampla, ficará apaixonado(a) e nunca mais terá que trabalhar, pois estará indo para a sua área de lazer todos os dias!

Espero que seja de grande ajuda e que em breve nos tornemos colegas de profissão!

Aproveite e conheça meu treinamento prático para agentes de viagens e seja um ótimo vendedor em 2 semanas: contato@blushviajante.com.br

Um super beijo e até a próxima!

Ive Dourado

Páginas     1234

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017