Compras pela Internet! Arrggg rsrs

05 . janeiro . 2014

Olá pessoal!

Como vocês já sabem, eu sou agente de viagens, logo, não incentivo essa questão de comprar viagem pela internet. Não só pelo fato de muitas agências estarem fechando devido a este novo perfil de consumo, mas pelo risco que se expõe o passageiro ao realizar a compra de seu sonho em pouco cliques na internet.

Viaje com Segurança!

Evite contratempos! Ao comprar sua viagem pela internet, fique atento aos detalhes para garantir momentos de muito lazer.

Seja um turista consciente. Planeje e pesquise. Escolha a viagem que combina com você e a empresa que vai transformar seu sonho em uma grande realização.

Dicas:

1. Antes de fechar a sua compra, confira a reputação da empresa.  Consulte amigos e faça uma pesquisa completa na internet. Inclua redes sociais, sites e órgãos de defesa do consumidor. Verifique também se a empresa possui CNPJ, sede física e telefone de contato (mas tem que ligar para saber se ela existe, como é o atendimento via fone, se demora é rápido, se são prestativos, etc.).

2. Cheque o Cadastur (cadastro das empresas habilitadas a atuar como agências de viagem, antigo Embratur) disponível na página do Ministério do Turismo. As entidades de classe não considero de grande importância, porque, muitas agências sérias optam em não tê-las devido a sua falta de ação para com a classe. Mas seguem elas: BraztoaABAV e Sindetur, entre outras.

3. Cuidado com ofertas milagrosas. Há muitas páginas na internet que oferecem passagens aéreas a preços extremamente baixos, mas são fraudes. Nesses casos, o consumidor precisará acionar a justiça para reaver o valor pago. Por isso, é muito importante ligar para a cia aérea após a reserva estar emitida (comprada) e confirmar se realmente foi comprada, se os dados conferem com o que você comprou, etc.

4. Ao efetuar uma reserva, fique atento às taxas extras que podem aparecer somente no momento do pagamento ou até mesmo para pagar somente no destino. Já vi vários casos de ser uma super promoção e no final ter mais 35% de taxas, escritas em letras miudinhas, aff. Ficava muito mais caro! E se não prestar atenção acaba comprando…

5. Imprima todos os comprovantes da sua compra online, Se não puder, faça um printscreen da página ou salve-os em PDF. Assim, você poderá cobrar a empresa contratada caso não cumpra com todos os serviços prometidos no ato da compra.

6. A compra online de serviços de viagens prestados por empresas estrangeiras pode trazer surpresas para o consumidor, pois é gerada uma operação em dólar, que está sujeita à cobrança de 6,38% de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Esse valor também é atualizado até o fechamento da fatura do cartão de crédito do cliente, e pode ficar bem mais alto caso a moeda estrangeira se valorize.

7. Você tem sete dias para desistir de um produto adquirido na internet e assim ter 100% do valor pago devolvido. Esse direito é garantido pelo artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor. Entretanto, só vale para empresas com sede constituída no Brasil. E ainda assim, não funciona, então muito cuidado!

8. Comprar pela internet de empresas estrangeiras também esconde o risco de que seja mais difícil para o consumidor fazer contato e obter assistência caso precise fazer alguma alteração no serviço contratado.

9. Não deixe de contratar um cartão de assistência de viagem. Há diferentes modelos que podem cobrir contratempos com sua saúde, cancelamentos de vôos e perdas de bagagem, entre outras proteções. Atente-se sempre às coberturas previstas em contrato, bem como nos valores assegurados.

10. Verifique se a empresa possui plantão telefônico 24horas, este fator é muito importante em caso de contra tempos.

11. Procure o seu agente de viagens! Esse profissional poderá ajudá-lo a montar uma viagem totalmente personalizada, voltada para o seu perfil e adaptada a seu orçamento, indicando os melhores passeios e serviços para você e sua família. Só não vale ir até uma agência, pedir uma ajuda a um profissional, pegar as suas dicas e ir comprar na internet. Quer dicas, olhe na internet, no Blush, mas não faça isso com um profissional, eu não acho justo, pois ele irá te orientar por dias, quando na verdade você já está se preparando para comprar na internet. Dê a ele a chance de conseguir uma oferta igual para você informando o que você já possui, em muita das vezes nosso preço é idêntico e ainda te damos muitas garantias e um super atendimento.

Além disso, te auxiliará caso você precise fazer mudanças ou tenha um vôo cancelado, por exemplo. Ao comprar cada serviço de sua viagem individualmente, essas alterações irão comprometer seu tempo e gerar prejuízos com multas e perdas de reservas.

Conheça alguns sites e entidades especializadas em defesa do consumidor. Consulte-os para checar a reputação das empresas que irá contratar.

Procon

Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC)

Proteste

Reclame Aqui

Por hoje é isso! Espero que tenha ajudado!

Beijos de luz!!!!!

Como evitar cobrança de multas ADM pelas cias. aéreas? Eu te digo!

15 . julho . 2013

Olá meninos e meninas!

Tudo bem? Como passaram de final de semana?

Muita das vezes nos pegamos com uma inghrata surpresa ao receber faturas com cobrtanças de multa (ADM) por práticas consideradas de má intenção por parte das cias.aéreas e temos que pagar por tais práticas. Então, hoje venho relatar as práticas mais comuns cometidas por nós para que possamos evitá-las e sobrar mais din din no final do mês. rsrsrs

Segue a lista:

Reservas especulativas: Utilize o sistema de reservas somente para elaborar reservas reais. Não faça bloqueio de espaços.

Nomes fictícios (Fake Names): Insira sempre o nome e o sobrenome completo de todos os passageiros. Não insira nomes fictícios ou de teste, exemplo: TESTE/TESTE. Não utilize abreviações, fake names, iniciais ou nomes incompletos. Exemplo: SILVA/MR.

Reservas de grupos (Invalid Groups): Solicite sua reserva de grupos direto ao departamento de grupos em sua cidade ou região. Não faça reservas de grupos como, por exemplo: CONVENTION GRP/EMPRESA ABC. Tal prática será considerada como bloqueio de espaço e/ou nome fictício.

Reservas duplicadas (Duplicates): Por nenhum motivo efetue uma reserva sabendo que existe outra exatamente igual (mesmo passageiro, origem/destino e data), mesmo em sistemas GDS diferentes. Não duplique ou triplique segmentos em um mesmo PNR. Tal prática é frequentemente auditada e é passível de ADM, pois é cobrada pelo GDS da cia. aérea.

Segmentos Passivos: Não faça segmentos passivos. Os únicos sistemas GDS autorizados para tal procedimento são Galileo e Worldspan. Utilize somente as ferramentas Claim it e/ou Claim PNR. Os segmentos passivos são autorizados e serão auditados pelo sistema de reservas e cobrados via ADM à agência, consolidador e/ou operador gerador de tal prática.

Segmentos abertos (Open Segments): Sempre elabore reservas com segmentos de retorno, de acordo com a regra da tarifa aplicada. Algumas cias. aéreas não permitem segmentos abertos em suas tarifas Round Trip (RT) e muito menos em combinações
de tarifas One Way (OW) com Round Trip.

Segmentos pendentes de cancelamento (Cancel Pendings):Verifique suas filas frequentemente e atualize os segmentos negados ou cancelados pela cia. aérea. Isso significa que deverão ser atualizados os segmentos negados com status UC, UN, US, NO, HX, de acordo com os procedimentos estabelecidos pelo seu GDS.

Bilhetes emitidos em classes diferentes das reservadas: Sempre emita o bilhete de acordo com a classe reservada. Emitir bilhetes com classes diferentes das originalmente reservadas irá evitar que seu passageiro tenha qualquer inconveniente ao viajar.

Multas/Penalidades: Ao fazer alterações nas reservas por mudança de data, alteração de rota, alteração de horário de voo, etc, verifique sempre a regra da tarifado bilhete já emitido para poder informar ao passageiro se existe alguma penalidade. Verifique também se há diferença de tarifa a ser aplicada.

Bilhetes falsos: Nunca insira números de bilhetes falsos para manter suas reservas, pois o sistema fará a validação de todos os números de bilhetes. Caso algum bilhete auditado não seja válido, a cia. aérea cancelará a reserva automaticamente e isso poderá gerar ADM para o responsável pela reserva.

Contatos de passageiros: Registre sempre em suas reservas os contatos dos passageiros na origem e no destino. O objetivo é poder oferecer aos passageiros, em classe econômica ou executiva, um serviço de qualidade, mantendo-os informados sobre qualquer alteração em seus voos.

Mudança de nomes (Change Name): Algumas cias. aéreas não permitem troca de nomes em suas reservas. Havendo necessidade de alteração de nome e/ou sobrenome, uma nova reserva deverá ser efetuada e um novo bilhete emitido. A reserva original não utilizada deverá ser cancelada e o bilhete reembolsado.

Churning (Cancelar e reativar um itinerário mais de 4 vezes): Somente efetue alterações em uma reserva quando o passageiro solicitar. Alterações/cancelamentos frequentes em uma reserva ou PNR para um mesmo passageiro são consideradas Churning (a partir da quinta reativação de reserva em um mesmo PNR ou não).

 

Páginas     1234

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017