Argentina: isenção de 21% de IVA em hotéis já está valendo, entenda…

03 . janeiro . 2017

Hey pessoal!

Notícia boa!

Até que enfim: a isenção do IVA (imposto de valor agregado, o equivalente ao nosso ICMS) nas diárias de hotel na Argentina pagas por visitantes estrangeiros (por meio de agência de viagem ou com cartão de crédito e de débito) foi regulamentada no fim do ano e já está valendo desde esta segunda-feira, 2 de janeiro de 2017.

O IVA que incide sobre diárias de hotel é de 21% e continuará adicionado a todas as diárias. Pagando com cartão de crédito ou débito internacional, porém, o hóspede estrangeiro recebe o desconto automaticamente, na maquininha. Com o desconto, a conta do hotel vai ficar 17% mais barata.

Isenção ou desconto?

  • O que a Argentina está fazendo é isentar o visitante estrangeiro do IVA no pagamento de hotéis. No entanto, como o IVA será acrescentado à conta na hora do check-out, na prática o que ocorre é uma devolução ou desconto.
  • Os sites de reservas, como o Booking, normalmente informam a diária dos hotéis na Argentina sem o IVA. Se você configurar o site para exibir os valores em pesos, já saberá o valor final. Se a diária custa 1.000 pesos, este é o valor que você vai pagar, caso use cartão de crédito ou débito emitido fora da Argentina.
  • Entretanto, no momento do check-out, esses 1.000 pesos terão o acréscimo do IVA de 21% — vão virar 1.210 pesos. Se você pagar em dinheiro, vai desembolsar 1.210 pesos mesmo. Pagando com cartão de crédito internacional, porém, esses 210 pesos serão estornados pela maquininha, e a conta volta aos 1.000 pesos líquidos. (210 pesos são 21% de 1.000 pesos, mas cerca de 17% de 1.210 pesos.) É por isso que a isenção vira tecnicamente um desconto.

A economia de 21% mais do que compensa o IOF de 6,38% dos cartões de crédito brasileiros (e até mesmo uma eventual variação cambial).

O desconto vale apenas para diária e café da manhã em hotéis; apartamentos de temporada estão fora da medida. Despesas extras em hotéis — como almoço, jantar, massagens ou consumo do frigobar — continuam pagando IVA de 21% e devem ser faturadas separadamente.

A isenção de IVA em hotéis de outros países
Com essa medida, a Argentina entra na onda de outros países da América do Sul que já isentam os visitantes estrangeiros do pagamento do imposto sobre hospedagem. (O Brasil passa a ser o único país do Cone Sul que não dá essa moleza para os visitantes estrangeiros.) Cada país, porém, tem seus próprios procedimentos.

Veja as diferenças:

Uruguai
No Uruguai, visitantes estrangeiros são isentos dos 20% de IVA em hotéis. O valor não é sequer acrescentado à conta. O pagamento pode ser feito em qualquer meio: pesos, cartão internacional ou moeda estrangeira (caso o hotel aceite).
Já nos casos de restaurantes e locadoras de carros, o IVA é acrescentado à conta mas devolvido automaticamente quando o pagamento é feito com cartão internacional.

Chile
No Chile o turista tem direito à isenção dos 19% de IVA em despesas de hospedagem — desde que tenha entrado no Chile há menos de 60 dias e pague em dólar vivo ou cartão internacional.
A ‘prova’ de que você está no Chile há menos de 60 dias é o papelzinho da imigração, que será xerocado pela recepção do hotel. Na hora do check-out, vá com tempo sobrando, porque o funcionário vai ter que preencher uma ‘factura de exportación’ (se for pegar o avião de manhã cedo, feche a conta na véspera).

Peru
O Peru também isenta turistas do IVA de 18% em hotéis. O pagamento pode ser feito por qualquer meio, mas você precisa provar que está há menos de 60 dias no Peru.
Assim como acontece no Chile, a recepção vai xerocar a sua tarjeta (papelzinho) de entrada no país.

Já estamos começando o ano com o pé direito! rsrs  Um beijão!

Fonte: Viajenaviagem
Foto: Hotel Charming Luxury Lodge

9 coisas que você precisa saber antes de viajar para os Estados Unidos

08 . dezembro . 2016

Hey pessoal!

Quem me acompanha, já viu que eu tenho um vídeo com 13 dicas para a sua viagem para o exterior ser perfeita. Se você ainda não viu, é só clicar AQUI! Mas hoje, eu trouxe um post ainda mais completo, específico para quem vai viajar para os Estados Unidos, mas muitas destas dicas servem para todos os países, então, elas estarão destacadas em vermelho. 😉

1) PASSAPORTE E VISTO:
• Verificar a validade. Verificar também se há alguma restrição quanto ao visto.
• Obrigatório tirar 1 cópia plastificada (PRETO E BRANCA) somente das páginas do passaporte que contém foto, assinatura e visto americano antes do embarque. Essa cópia é para todos os passageiros, principalmente para os menores.
• As cópias são uma medida de segurança, pois assim, os passageiros guardam os passaportes originais e andam com a cópia durante a viagem.
2) AUTORIZAÇÕES PARA MENORES DESACOMPANHADOS:
• Os responsáveis do menor viajando sozinho para o exterior deverão autorizar por escrito, em documento com firma reconhecida por autenticidade em cartório. Levar 2 vias originais dessa autorização + cópia do passaporte do menor para o aeroporto no dia do embarque.

Modelo de autorizacao-de-responsavel

€ IMPORTANTE: Os novos passaportes já podem vir ou não com esta autorização. Caso os pais queiram, eles poderão autorizar os filhos a viajarem totalmente desacompanhados OU apenas com um dos responsáveis. Nestes casos, a autorização fica escrita no próprio passaporte e não é necessário apresentar outro documento no dia do embarque.
3) EMBARQUE:
• AEROPORTO INTERNACIONAL DO RIO DE JANEIRO TOM JOBIM. Impreterível a chegada 4:00h antes do embarque para os procedimentos de segurança (Horário dos vôos: vide carta de vôos).
• BAGAGEM E MALA DE MÃO: Em geral, cada passageiro pode levar até 2 malas de até 32kg cada. Caso ultrapasse, multas poderão ser aplicadas de acordo com a política vigente de cada Cia. Aérea.
a) Favor levar na mala de mão peças de roupas como short/ bermuda, camiseta e também peças íntimas, caso haja extravio de mala.
b) IMPORTANTE: Todo item líquido (pasta, gel e similares) só poderá ser transportado a bordo (mala de mão) caso esteja em recipiente de até 100ml cada, sendo a soma de todos no máximo 1litro. Estes itens devem ser colocados em sacos plásticos transparentes e lacráveis (tipo zip loc).
• IDENTIFICAÇÃO DAS BAGAGENS: Fitas personalizadas devem ser colocadas na mala antes do passageiro se apresentar para fazer o check in. Recomendamos também que se coloque outra identificação DENTRO da mala, para o caso de perda ou extravio da identificação externa.
• NÃO COLOCAR DINHEIRO NA MALA – TANTO NO AVIÃO COMO NO HOTEL!!!!
• ELETRÔNICOS: Não existe mais o registro de eletrônicos na Receita Federal. Caso esteja levando algum aparelho, deve-se levar a nota fiscal para que prove a data da compra do mesmo.
4) SEGURO SAÚDE E FICHA MEDICA:
Já estará incluído um Seguro Saúde. Geralmente, os atendimentos médicos são realizados no próprio Hotel. Em casos mais graves, pode haver necessidade de internação. O passageiro deve estar ciente que terá que arcar com os gastos excedentes ao valor da cobertura. Se desejar, poderá escolher um plano com uma maior cobertura.
A compra do remédio só é reembolsável quando solicitada pelo médico indicado pela seguradora. O passageiro deverá trazer a nota da compra e a receita para o Brasil e o reembolso tem que ser solicitado diretamente à seguradora.
É bom levar:
– O anti-térmico e o analgésico que você costuma usar, quando tem febre ou dor;
– Band-aid;
– Outros medicamentos que você costuma usar em caso de enjôo, problemas intestinais ou de estômago;
– Remédio para cólicas menstruais.

5) CLIMA:
• Julho: Temperatura em torno dos 35ºC e o fuso horário é de 1 hora a menos. Levar roupas leves: short, camiseta, hidratante, boné, etc… É muito quente e abafado em julho. Tomar muita água e usar protetor solar.
• Janeiro: Temperatura em torno dos 20ºC e o fuso horário é de 3 horas a menos. Levar roupas normais (nem muito quentes, nem muito frescas) e ter sempre um casaco à mão, para usar em caso de necessidade. Também levar um agasalho mais forte, em caso da temperatura cair.
• PARQUE AQUÁTICO – Roupa de banho completa. Toalha e armário com chave mediante pagamento no local. Evitar biquíni por causa dos vários escorregas. Levar roupa para usar depois do parque.
• CAPA DE CHUVA – Chove com constância em Orlando (pancadas fortes e rápidas). Levar para os parques.
6) HOTEL:
• Voltagem de 110V. Recomendamos levar adaptador para tomadas americanas.
• SISTEMA DE PAY PER VIEW, TV A CABO E VIDEOGAME NOS QUARTOS: Não está incluído e custa caro. Muito cuidado antes de utilizar quaisquer desses serviços. Na dúvida, pergunte a recepção os custos.
• TELEFONE: Os hotéis normalmente cobram taxas caras para ligação do quarto, especialmente interurbano. Evite utilizar. Aconselhamos utilizar os telefones públicos que ficam no lobby do hotel.
• CHAVES DOS QUARTOS: Sempre que sair, levar o seu cartão magnético.
• Organização dos quartos: A arrumadeira não limpa quarto bagunçado.
• Há cofre nos quartos.
7) DINHEIRO:
• Sugerimos levar uma parte menor em dinheiro e a maior em cartão de débito, pois é mais pratico e mais seguro.
• Gastos com alimentação: U$15,00 em média por refeição.
8) COMPRAS:
• Atenção com as compras feitas pela internet: é comum encomendas chegarem fora do prazo de entrega, podendo acontecer depois do previsto.
• Ressaltamos que os hotéis taxam este serviço.
• Guarde todos os recibos das compras e transportes até o Brasil.
• COTA DE COMPRAS: U$500,00 nas lojas do Estados Unidos (durante a viagem) + U$500,00 no Free Shop.
9) OBSERVAÇÕES GERAIS:
• Bebida alcoólica: PROIBIDA P/ MENORES DE 21 ANOS!!!
• É proibido entrar nos ônibus com alimentos e bebidas.
• Cigarro: Não é permitida a venda de cigarro aos menores de 21 anos. É proibido fumar em locais fechados. Nos parques, são designadas áreas especiais para os fumantes.

Itens para levar na nécessaire:
– 1 sabonete com saboneteira
– shampoo e creme para os cabelos
– desodorante
– escova de dentes e creme dental
– protetor solar e labial, ou batom
Eu tenho um vídeo falando sobre isso, clique AQUI!

O dinheiro que você vai usar
Nos EUA, os valores são grafados com pequenas diferenças em relação ao Brasil. O ponto separa os centavos e a vírgula separa o milhar. Ex: US$ 4,000.50 (quatro mil dólares e cinqüenta centavos).
As notas são de U$100, U$50, U$10, U$5, U$2 (rara) e U$1.

As moedas são:
moedas-estados-unidos
Durante as compras não se esqueça do imposto sobre os produtos e serviços (Sales tax). Na Flórida esta taxa é de 6,5%; assim uma conta no valor de US$10.00 acabará custando U$10.65

Conversão de pesos e medidas

EUA x Brasil
conversao-de-pesos-e-medidas-eua-brasil

• Tamanho das roupas
As roupas confeccionadas nos EUA têm proporções variadas. Roupas femininas são confeccionadas nos tamanhos 2,4,6,8,10 e 12, que correspondem aos nossos 36, 38, 40, 42, 44 e 46. São também apresentadas em extra- pequeno (x-small), pequeno (small), médio (medium), grande (large), extra grande (x-large), além da versão petite (menina moça).
Calças compridas são tomadas 2 medidas: a da cintura e do comprimento da perna. Roupas infantis são conforme o peso para os recém–nascidos e de acordo com a idade da criança.

• Calçados: tabela de equivalência
calcados-brasil-eua

Agora é só preparar as malas! Ah! E por falar nisso, clique AQUI para pegar várias dicas e baixar um check list para não esquecer nadinha.

Outros assuntos que você pode gostar…

O que é permitido trazer do exterior sem pagar imposto?

18 aplicativos de viagem que você deve ter em seu smartphone!

Arrumando a mala/bagagem

ISENÇÃO DO VISTO CANADENSE PARA BRASILEIROS A PARTIR DE 01 DE MAIO DE 2017

07 . novembro . 2016

Hey pessoal tudo bem?!

No ano passado, nesta matéria aqui, eu comentei sobre a possibilidade uma isenção de visto Canadense para os brasileiros, pois bem, agora é para valer, porém, com ressalvas, o candidato ao visto eletrônico deverá:

possuir visto americano válido de não-imigrante;

ou

ter possuído um visto canadense residente temporário emitido nos últimos 10 anos.

 

Se você não se enquadra em um dos 2 requisitos acima, terá que solicitar seu visto canadense da forma tradicional.

A diferença de preço é gritante, um  processo de visto canadense tradicional custa em média R$600,00, enquanto o eletrônico R$18,00. (Uauuu) Além do visto tradicional demorar em média 45 dias, impossibilitanto inclusive o candidato ao visto de viajar para o exterior, uma vez que, o passaporte fica em poder do centro de solicitação de visto durante o processo. 🙁

Segue abaixo o texto do site do Governo Canadense:

“Isto significa que cidadãos do Brasil que tenham sido titulares de um visto de residente temporário do Canadá nos últimos 10 anos ou que possuam um visto válido de não-imigrante dos Estados Unidos, já não precisariam de um visto para viajar ao Canadá ou, quando estivessem em trânsito, ao viajar de avião. Em vez disso, eles teriam a opção de solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (Electronic Travel Authorization – eTA). Aqueles que não se enquadrem nestes critérios ainda precisariam solicitar um visto de visitante para viajar ao Canadá. 

“O Canadá é um dos destinos preferidos de visitantes e empresários brasileiros, e expandir a elegibilidade da eTA tornaria mais fácil e rápido para muitos brasileiros virem ao Canadá,” afirmou Rick Savone, o Embaixador do Canadá no Brasil. “A facilidade para viajar entre nossos dois países se traduzirá em mais oportunidades para fortalecer nossos laços interpessoais, turísticos e de negócios.”

Fatos importantes 

  • Solicitar uma eTA é um processo online simples e barato (C$ 7,00 – sete dólares canadenses) que leva somente alguns minutos para ser concluído. A eTA está eletronicamente conectada ao passaporte do viajante e é válida por cinco anos ou até que o passaporte expire, o que ocorrer primeiro.
  • Os viajantes brasileiros que não sejam elegíveis ao eTA ainda precisariam solicitar um visto de visitante ou usar os serviços de um dos Centros de Solicitação de Vistos em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília.”

Fontes:

Itamaraty: http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/notas-a-imprensa/15098-inclusao-do-brasil-no-programa-canadense-electronic-travel-authorization

Embaixada Canadense: http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/highlights-faits/2016/2016-11-01-ETA-AVE.aspx?lang=por

Partiu programar o roteiro para o Canadá?!

Uma bitoca!

Dez curiosidades sobre o Halloween

31 . outubro . 2016

Hey pessoal!

Tudo bem?

Outubro é o segundo mês de maior faturamento do comércio irlandês e você sabe por quê?

Por causa do “Halloween”!

O E-Dublin fez uma matéria top, que eu trouxe para vocês logo abaixo:

O famoso, arrepiante e mais assombrado evento da Ilha Esmeralda só perde para o Natal. E há boas explicações para isso. Dê uma olhada nessas 10 curiosidades sobre o Halloween e entenda melhor essa história e o que tudo isso tem a ver com a Irlanda.

Foto: Stampa

Foto: Stampa

1. Acredite ou não, o Halloween é Irish!

Muito esclarecedor, não?

A celebração é uma tradição dos antigos celtas e inicialmente comemorava o festival de Samhain, palavra que está bem longe de significar qualquer maldição: é simplesmente o marco do fim do verão. O evento também festejava o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o retorno dos rebanhos para o pasto e a renovação das leis celtas.

2. Desvendando a palavra

Na realidade, Halloween é o “fast mode” da expressão “All Hallows’s Eve”, que significa “noite de todos os santos”.

3. Por que esta data?

Existem várias teorias que explicam a comemoração do Halloween em 31 de outubro. Uns dizem que esse é um dos dias de descanso das bruxas no calendário celta, outros dizem que é o tempo da morte e ressurreição da terra.

4. De celebração celta a Dia das Bruxas

Roma até chegou a celebrar o Halloween algumas vezes antes de Cristo, mas depois a festa foi intitulada como pagã e proibida pela Igreja Católica, que apelidou a celebração como Dia das Bruxas.

5. E o gato preto, onde entra?

Foto: Wikia

Foto: Wikia

O coitadinho do gato ganhou má fama em antigas lendas. Essas afirmavam que as bruxas se transformavam no bichano em versão “black” e, para ajudar, algumas pessoas acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos. Mas nem tudo está perdido. Hoje o gato preto é símbolo da capacidade de meditação, recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade.

6. Caldeirão, aranhas e morcegos: afinal, pra que tudo isso?

Há quem acredite em significados ocultos para os itens do Halloween.

A vela indica os caminhos para os espíritos.

O caldeirão faz parte da cultura celta e era peça fundamental na decoração. Dentro dele jogam-se moedas acompanhadas de mensagens com pedidos aos espíritos. Ao final da festa, essas moedas devem ser recolhidas e doadas a quem precisa. Já os bilhetes devem ser queimados para que os pedidos sejam atendidos mais rapidamente.

A aranha simboliza o destino. O meio da teia representa o suporte para seguir em frente.

O morcego simboliza a clarividência, pois o animal capta os campos magnéticos pela força da própria sensibilidade e energia, enxergando além das formas e das aparências.

7. Paleta de cores exuberantes

As cores laranja, preto e roxo não foram escolhidas por acaso para representar a festa.

Laranja: cor que traz vitalidade, energia e força. Os celtas acreditavam que os espíritos se aproximavam daqueles que se vestiam de laranja para sugar-lhes a energia.

Preto: cor predominante dos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes do mestre das trevas.

Roxo: simboliza a magia presente em toda a comemoração de Halloween.

8. As abóboras assombradas

Foto: HP

Foto: HP

Quando se fala em Halloween, a primeira imagem que vem à cabeça é uma abóbora esculpida e iluminada. Essa famosa referência é conhecida como “Jack O’Lantern”.

Segundo o folclore irlandês, um alcoólatra mal educado chamado Jack Miserable bebeu excessivamente em um dia 31 de outubro e o diabo veio buscar sua alma. Jack enganou o diabo para continuar bebendo e viveu por mais alguns anos. Quando morreu, não foi admitido no céu. Ressentido, o diabo também não o quis no inferno e o enviou para a noite escura com apenas uma brasa de carvão para iluminar o caminho. Jack colocou o carvão em um nabo esculpido que funcionava como uma lanterna e dizem que ele vaga pela Terra desde então.

Com o tempo, as pessoas criaram diferentes versões da Jack O’Lantern, esculpindo rostos assustadores em nabos, batatas e abóboras para afugentar Jack e outros espíritos malignos.

9. Outros nomes, mesmo significado

A festa de Halloween equivale ao “Dia de Todos os Santos” e ao “Dia de Finados”. A celebração foi absorvida pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos. Nos países de origem hispânica, comemora-se o Dia dos Mortos na mesma data. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.

10. E o “trick or treat”, advinha? IRISH!

Pois é, a famosa pergunta “gostosuras ou travessuras?” também se originou na Irlanda. Para celebrar a data, as crianças celtas iam de casa em casa vestindo roupas extravagantes e pedindo provisões para as comemorações de Halloween em nome da deusa Muck Olla. Os celtas acreditavam que o único modo de apaziguar os espíritos do mal era oferecer comida para ela. Quem se recusava a ajudar sofria com as “travessuras” da deusa. Já hoje, quem aplica o castigo são as próprias crianças.

Muito legal, não?!

Espero que tenham gostado.  E se você tem alguma gesta para ir, não pode deixar de dar uma conferida nos tutoriais baphônicos da Luana do Blog Flor de Mulher, dá só uma olhada:

makehalloween

Uma bitoca!

 

Autorização de viagem para União Européia

26 . outubro . 2016

Hey pessoal!

Tudo bem?

A União Européia confirmou a  mudança no sistema no controle de turistas que pretendem visitá-los.

O presidente da Comissão Européia (CE), Jean-Claude Juncker, confirmou que o bloco começará a registrar turistas que entrarem em suas fronteiras, incluindo os brasileiros.

O sistema será proposto pela CE  até o próximo mês de novembro e terá como objetivo combater o terrorismo em seus países-membros e a pior crise migratória desde o fim da 2ª Guerra Mundial.

“Quando uma pessoa entrar na União Européia, ela será registrada, assim como o lugar, a data e o motivo da viagem. Esse novo sistema automatizado nos dirá quem está autorizado a transitar pela União Européia antes que chegue à região”, disse Juncker, durante uma sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo, na França.

O chamado Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias, na sigla em inglês) valerá para todos os cidadãos extra comunitários que não precisam de visto para entrar no Espaço Schengen – área de livre circulação de pessoas dentro do bloco -, incluindo brasileiros.

O modelo é similar ao adotado nos Estados Unidos (ESTA) e coletará dados dos viajantes antes do embarque, permitindo que Bruxelas determine se sua presença colocará a segurança do bloco em risco e, eventualmente, impeça sua entrada.

Essas informações serão passadas pelos próprios turistas, por meio do preenchimento de um questionário online. Especula-se que a União Européia passará a cobrar 50 euros (cerca de R$ 186,00) para cada extra comunitário que intente ultrapassar suas fronteiras.

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2016-09/ue-confirma-mudanca-em-sistema-de-controle-de-turistas

Assim que eu receber o link, atualizarei este post.

 

Uma bitoca!

Páginas     1234567... 17»

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017