Vida mutante – A difícil tarefa de admitir que acabou.

23 . novembro . 2016

A vida é engraçada…

A gente nunca sabe o que esperar de um relacionamento. Um dia está maravilhoso e de repente, por um sonho ou um livro que a gente lê, nossa perspectiva é totalmente mudada e a gente percebe que nossa vida pode estar uma merda, disfarçada com uma capa de felicidade aparente. A gente tende a se acomodar com facilidade e mudar parece fácil na cabeça, mas cansativo para o corpo.

Ter de dar explicações quando tudo que você quer é que ignorem as suas decisões é um fator que pesa na hora de mudar a sua vida radicalmente, acho que por isso muitas pessoas preferem fugir, pedindo uma transferência no emprego, quer coisa melhor? É a desculpa perfeita! Podemos fingir que não fomos nós que tomamos a decisão e todos compreendem e ficam felizes por você. Pena que nem todos podem se transferir do trabalho, aí, se vêem obrigados a manter a farsa, até sabe Deus quando. Acho que a maioria se enquadra neste segundo grupo, é muito difícil perceber que sua vida está num ponto que você não queria que estivesse, que mesmo você não tendo feito muitos planos ou sonhos para a sua vida, você sabe que não está como deveria, que tem algo por trás disso que seria muito melhor, mas que é preciso coragem para deixar o que se tem para trás. Sem ter medo do que você estará perdendo ou dos danos que pode gerar com uma mudança, ou quantos fará sofrer. Alguns até pensam no que poderiam perder financeiramente, o que definitivamente é a grande maioria. E assim, nos tornamos meros expectadores e vemos a nossa vida em segundo plano, apenas passando…

Temos que analisar o que a pessoa que iremos tentar deixar para trás perderia com a nossa decisão, então vem a questão, é justo querer isso, é egoísta da nossa parte? A resposta é: eu não sei, e a cada dia pode se tornar mais sufocante ficar presa a uma falsa felicidade, achando que está tudo fluindo, quando na verdade já parou e ambos não querem admitir, alegando que não é por falta de amor. Eu acredito que seja falta da paixão que existia antes, da importância ou a falta dela, porque às vezes, não se importar é pior do que se importar, mas também, se importar pode ser ruim, principalmente se a importância é sobre coisas fúteis ou sem importância. Confuso, não?!

Exemplo de um casal (irei colocar na 1ª pessoa): eu gostaria que ele se importasse se eu estou bem, como foi meu dia, uma demonstração de carinho, gentilezas, mais beijos na boca, bom dia com sorrisos, boa noite com cafunés, mas não gostaria que se importasse se o meu cabelo quando uso enrolado me deixa simples e não sofisticada e polida “como deve ser”, ou que estou ficando gordinha e não tenho a perna sarada da Sheila Carvalho, e que quando (se) eu ficar “gostosa” tal roupa vai ficar linda ou eu vou ficar linda (ou seja, agora não sou mais linda o bastante). Isso, são coisas sem importância ao meu ver, pois ele me conheceu sem as pernas da Sheila Carvalho, e ele tem que primeiro me amar como eu sou, e não montar um ideal de mulher que é o oposto ao meu, isso me faz sentir rejeitada, pois por mais que ele diga que me ama, a atitude é diferente, ele está comigo, mas demonstra querer outro “tipo certo” de pessoa ao seu lado. Não que eu não possa melhorar e, claro, que queremos sempre alguém arrumado e bonito ao nosso lado, mas quando isso passa a ser um fator determinante na relação e pesar, sendo o motivo de 50% das brigas de um casal, deve ser muito bem avaliado se vale ou não a pena continuar tentando suprir as necessidades do parceiro, neste círculo vicioso, pois sabemos que a grama do vizinho é sempre mais verde, e quando eu estiver com as pernas da Sheila Carvalho, já não será o bastante, e aí ele vai querer que tenha a boca da Anitta!

L. Loveri / Cigana Luna (pseudônimo) Entendedores, entenderão! kkkk

Espero que gostem destes tipos de textos/contos reflexivos. Vou trazer um post 2 vezes  por mês para vocês a partir de hoje sobre temas diversos, poemas e livros. Se tiver alguma sugestão de tema que quer que eu aborde em texto, é só deixar nos comentários abaixo ou mande um e-mail para: contato@blushviajante.com.br Ah! E pode deixar que eu não divulgo seu nome! 😉

ISENÇÃO DO VISTO CANADENSE PARA BRASILEIROS A PARTIR DE 01 DE MAIO DE 2017

07 . novembro . 2016

Hey pessoal tudo bem?!

No ano passado, nesta matéria aqui, eu comentei sobre a possibilidade uma isenção de visto Canadense para os brasileiros, pois bem, agora é para valer, porém, com ressalvas, o candidato ao visto eletrônico deverá:

possuir visto americano válido de não-imigrante;

ou

ter possuído um visto canadense residente temporário emitido nos últimos 10 anos.

 

Se você não se enquadra em um dos 2 requisitos acima, terá que solicitar seu visto canadense da forma tradicional.

A diferença de preço é gritante, um  processo de visto canadense tradicional custa em média R$600,00, enquanto o eletrônico R$18,00. (Uauuu) Além do visto tradicional demorar em média 45 dias, impossibilitanto inclusive o candidato ao visto de viajar para o exterior, uma vez que, o passaporte fica em poder do centro de solicitação de visto durante o processo. 🙁

Segue abaixo o texto do site do Governo Canadense:

“Isto significa que cidadãos do Brasil que tenham sido titulares de um visto de residente temporário do Canadá nos últimos 10 anos ou que possuam um visto válido de não-imigrante dos Estados Unidos, já não precisariam de um visto para viajar ao Canadá ou, quando estivessem em trânsito, ao viajar de avião. Em vez disso, eles teriam a opção de solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (Electronic Travel Authorization – eTA). Aqueles que não se enquadrem nestes critérios ainda precisariam solicitar um visto de visitante para viajar ao Canadá. 

“O Canadá é um dos destinos preferidos de visitantes e empresários brasileiros, e expandir a elegibilidade da eTA tornaria mais fácil e rápido para muitos brasileiros virem ao Canadá,” afirmou Rick Savone, o Embaixador do Canadá no Brasil. “A facilidade para viajar entre nossos dois países se traduzirá em mais oportunidades para fortalecer nossos laços interpessoais, turísticos e de negócios.”

Fatos importantes 

  • Solicitar uma eTA é um processo online simples e barato (C$ 7,00 – sete dólares canadenses) que leva somente alguns minutos para ser concluído. A eTA está eletronicamente conectada ao passaporte do viajante e é válida por cinco anos ou até que o passaporte expire, o que ocorrer primeiro.
  • Os viajantes brasileiros que não sejam elegíveis ao eTA ainda precisariam solicitar um visto de visitante ou usar os serviços de um dos Centros de Solicitação de Vistos em São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília.”

Fontes:

Itamaraty: http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/notas-a-imprensa/15098-inclusao-do-brasil-no-programa-canadense-electronic-travel-authorization

Embaixada Canadense: http://www.canadainternational.gc.ca/brazil-bresil/highlights-faits/2016/2016-11-01-ETA-AVE.aspx?lang=por

Partiu programar o roteiro para o Canadá?!

Uma bitoca!

O que levar na necessaire de viagem?

03 . novembro . 2016

Hey pessoal!

Dica super esperta de hoje: Necessaire!

Lista básica para qualquer clima em tamanho “Travel” (Travel Size/Miniaturas):

– Sabonete de rosto
– Hidratante facial
– Protetor solar
– Desodorante
– Escova e creme dental
– Fio dental e enxaguante bucal
– Shampoo (sachê)
– Condicionador (sachê)
– Escova de cabelo
– Absorventes (para meninas)
– Lenço umedecido
– Óleo/Hidratante corporal

nuxeoil

 

 

Checklist para viagem completo e dicas de arrumação – Clique aqui!

Uma bitoca!

TAG: Responde Aí

01 . novembro . 2016

Hey pessoal!

Tudo bem?

Hoje eu vim, responder uma TAG, já faz um tempinho que não respondo, então, lá vai…

A Tag Responde Aí foi criada pela Bianca torres do Blog Cílios de Boneca. Pra responder a Tag vou marcar o Davidson, do Canal do Tarquino. As perguntas estão abaixo, e as respostas no vídeo.

 


1- Qual o seu nome  ?
2- Que dia/mês/ano você nasceu?
3- Em qual cidade você mora? 
4- Você é Preguiçosa? 
5- Pratica Exercícios ? Quais?
6- O que você faz quando não está gravando vídeos e editando posts? 
7- O que te levou a começar a gravar os vídeos?
Resposta neste vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ONWpNAY1MyM01
8- Qual cor do esmalte que você coloca nas unhas e se senti confiante? 
9- Bubbaloo ou Trident? 
10- Conte uma história engraçada da sua infância.
11- Qual sua reação quando está nervosa ou ansiosa?
12- O que não pode faltar na hora de sair?
13- Perfume do momento.
14- 3 Blogs que acompanho sempre.
15- Uma marca baratinha de maquiagem para indicar.
16- EOS ou Baby Lips?
17- Qual a melhor parte de ser blogueira?
18- Indique um Batom para arrasar.
19- Qual música te anima na hora de se arrumar? 

Se anima aí, e responde também! Não esquece de me marcar! Um bitoca!

Dez curiosidades sobre o Halloween

31 . outubro . 2016

Hey pessoal!

Tudo bem?

Outubro é o segundo mês de maior faturamento do comércio irlandês e você sabe por quê?

Por causa do “Halloween”!

O E-Dublin fez uma matéria top, que eu trouxe para vocês logo abaixo:

O famoso, arrepiante e mais assombrado evento da Ilha Esmeralda só perde para o Natal. E há boas explicações para isso. Dê uma olhada nessas 10 curiosidades sobre o Halloween e entenda melhor essa história e o que tudo isso tem a ver com a Irlanda.

Foto: Stampa

Foto: Stampa

1. Acredite ou não, o Halloween é Irish!

Muito esclarecedor, não?

A celebração é uma tradição dos antigos celtas e inicialmente comemorava o festival de Samhain, palavra que está bem longe de significar qualquer maldição: é simplesmente o marco do fim do verão. O evento também festejava o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o retorno dos rebanhos para o pasto e a renovação das leis celtas.

2. Desvendando a palavra

Na realidade, Halloween é o “fast mode” da expressão “All Hallows’s Eve”, que significa “noite de todos os santos”.

3. Por que esta data?

Existem várias teorias que explicam a comemoração do Halloween em 31 de outubro. Uns dizem que esse é um dos dias de descanso das bruxas no calendário celta, outros dizem que é o tempo da morte e ressurreição da terra.

4. De celebração celta a Dia das Bruxas

Roma até chegou a celebrar o Halloween algumas vezes antes de Cristo, mas depois a festa foi intitulada como pagã e proibida pela Igreja Católica, que apelidou a celebração como Dia das Bruxas.

5. E o gato preto, onde entra?

Foto: Wikia

Foto: Wikia

O coitadinho do gato ganhou má fama em antigas lendas. Essas afirmavam que as bruxas se transformavam no bichano em versão “black” e, para ajudar, algumas pessoas acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos. Mas nem tudo está perdido. Hoje o gato preto é símbolo da capacidade de meditação, recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade.

6. Caldeirão, aranhas e morcegos: afinal, pra que tudo isso?

Há quem acredite em significados ocultos para os itens do Halloween.

A vela indica os caminhos para os espíritos.

O caldeirão faz parte da cultura celta e era peça fundamental na decoração. Dentro dele jogam-se moedas acompanhadas de mensagens com pedidos aos espíritos. Ao final da festa, essas moedas devem ser recolhidas e doadas a quem precisa. Já os bilhetes devem ser queimados para que os pedidos sejam atendidos mais rapidamente.

A aranha simboliza o destino. O meio da teia representa o suporte para seguir em frente.

O morcego simboliza a clarividência, pois o animal capta os campos magnéticos pela força da própria sensibilidade e energia, enxergando além das formas e das aparências.

7. Paleta de cores exuberantes

As cores laranja, preto e roxo não foram escolhidas por acaso para representar a festa.

Laranja: cor que traz vitalidade, energia e força. Os celtas acreditavam que os espíritos se aproximavam daqueles que se vestiam de laranja para sugar-lhes a energia.

Preto: cor predominante dos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes do mestre das trevas.

Roxo: simboliza a magia presente em toda a comemoração de Halloween.

8. As abóboras assombradas

Foto: HP

Foto: HP

Quando se fala em Halloween, a primeira imagem que vem à cabeça é uma abóbora esculpida e iluminada. Essa famosa referência é conhecida como “Jack O’Lantern”.

Segundo o folclore irlandês, um alcoólatra mal educado chamado Jack Miserable bebeu excessivamente em um dia 31 de outubro e o diabo veio buscar sua alma. Jack enganou o diabo para continuar bebendo e viveu por mais alguns anos. Quando morreu, não foi admitido no céu. Ressentido, o diabo também não o quis no inferno e o enviou para a noite escura com apenas uma brasa de carvão para iluminar o caminho. Jack colocou o carvão em um nabo esculpido que funcionava como uma lanterna e dizem que ele vaga pela Terra desde então.

Com o tempo, as pessoas criaram diferentes versões da Jack O’Lantern, esculpindo rostos assustadores em nabos, batatas e abóboras para afugentar Jack e outros espíritos malignos.

9. Outros nomes, mesmo significado

A festa de Halloween equivale ao “Dia de Todos os Santos” e ao “Dia de Finados”. A celebração foi absorvida pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos. Nos países de origem hispânica, comemora-se o Dia dos Mortos na mesma data. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.

10. E o “trick or treat”, advinha? IRISH!

Pois é, a famosa pergunta “gostosuras ou travessuras?” também se originou na Irlanda. Para celebrar a data, as crianças celtas iam de casa em casa vestindo roupas extravagantes e pedindo provisões para as comemorações de Halloween em nome da deusa Muck Olla. Os celtas acreditavam que o único modo de apaziguar os espíritos do mal era oferecer comida para ela. Quem se recusava a ajudar sofria com as “travessuras” da deusa. Já hoje, quem aplica o castigo são as próprias crianças.

Muito legal, não?!

Espero que tenham gostado.  E se você tem alguma gesta para ir, não pode deixar de dar uma conferida nos tutoriais baphônicos da Luana do Blog Flor de Mulher, dá só uma olhada:

makehalloween

Uma bitoca!

 

Páginas     «2345678910... 42»

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017