Como viajar em tempos de crise?

09 . outubro . 2015

Hey pessoal!

Quer viajar, mas não sabe para onde?  Viaje, pois o importante é viajar. O destino é apenas um detalhe!

E é seguindo esta minha filosofia que eu trago o post de hoje.

O pessoal anda desesperado com a alta do euro e do dólar, achando que é o fim do mundo, e que os planos de uma viagem legal foram por água abaixo. Mas não é por aí, hoje em dia o pessoal “ostenta” tanto, que acha que viagem só é viagem se for para sair do país, e o “resto” é apenas um passeio. E eu descordo super disso! Tanto que a maioria dos meus vlogs são para locais próximos da minha cidade, e nem por isso eu deixo de considerar que viajei. A viagem quem faz somos nós, a viagem pode ser para o lugar mais lindo e caro do mundo, mas se você não estiver feliz, receptivo a novos costumes, sabores ou com uma cia legal (ou ainda que sozinho, às vezes é até melhor), de nada vai adiantar. Você poderia estar em Japeri (nada contra, lá é lindo!) e estar mais feliz do que se estivesse em Paris, por exemplo. E não é exagero!

Significado de viagem: “s.f. Ação de se deslocar de um lugar para outro, geralmente, percorrendo uma longa distância; jornada: a cidade vizinha está a cinco dias de viagem. 
O espaço que é percorrido ou que se pretende percorrer; percurso. 
Deslocamento em que uma pessoa fica durante um tempo no local de destino para trabalho ou turismo: nosso relacionamento não se manteve depois da viagem.
Figurado. Gíria. Experiência capaz de alterar as percepções sensoriais, provocada pelo consumo de entorpecentes e/ou pela ação de alucinógenos; barato.
(Etm. do latim: viaticum)”
Fonte:http://www.dicio.com.br/viagem/

Claro que é super romântico ir para Paris, super divertido ir à Disney, irado surfar em Bali, curtir uma balada em Vegas, mergulhar em Bonaire, e por aí vai… mas se você hoje não tem condições, podemos recorrer a roteiros similares aqui  mesmo no nosso país, que é lindo!

Se liga nestas opções:

Romântico:

Campos do Jordão – São Paulo
Penedo – Rio de Janeiro
Visconde de Mauá – Rio de Janeiro
Gramado & Canela – Rio Grande do Sul
Petrópolis e Itaipava – Rio de Janeiro
Península de Maraú – Bahia

Diversão:

Beto Carrero – Penha – Santa Catarina
Hopi Hari – Campinas – São Paulo
Beach Park – Aquiraz -Ceará
Acqua Park ou Hot Park -Caldas Novas – Góias
Therma dos Laranjais – Olimpia – São Paulo
Eco Parque – Arraial D’Ajuda – Bahia
Terra Mágica Florybal – Serras Gaúchas – Rio Grande do Sul
Snowland – Serras Gaúchas – Rio Grande do Sul
Cascanéia – Gaspar – Santa Catarina

Surf:
Saquarema – Rio de Janeiro
Ubatuba & Maresias – São Paulo
Florianópolis – Santa Catarina
Itacoatiara – Niterói – RJ
Matinhos – Paraná
Silveira – Santa Catarina
Maracaípe – Porto de Galinhas -PE
Fernando de Noronha – Pernambuco
Praia do Francês – Alagoas

Mergulho:
Arraia do Cabo – Rio de Janeiro
Fernando de Noronha – Pernambuco
Maracajaú – Rio Grande do Norte
Maragoggi – Alagoas
Atol das Rocas – Pernambuco
Ilha Grande – Rio de Janeiro
Ilha Bela – São Paulo
Bonito – Mato Grosso do Sul
Guarapari – Espírito Santo
Abrolhos – Bahia
Serigado de Fora – Rio Grande do Norte
Laje de Santos – São Paulo

Baladas:
Porto Seguro e Arraial D’Ajuda – Bahia
Búzios – Rio de Janeiro
Camboriú – Santa Catarina
Florianópolis – Santa Catarina
Belo Horizonte (é a cidade com a maior relação de bares por habitante do país)
Lapa – Rio de Janeiro

Destino de neve:
São Joaquim – Urubici – Santa Catarina (Sim tem “neve” no Brasil!)
Snowland – Serras Gaúchas – Rio Grande do Sul (neve artificial)

Histórico & religioso:
Cidades Históricas – Minas Gerais
Salvador – Bahia
Paraty – Rio de Janeiro
Vale do Café – Rio de Janeiro
São Lourenço – Minas Gerais
Trindade – Góias
Aparecida do Norte – São Paulo
Ilhéus – Bahia

Tem muito mais, mas quis só te dar uma luz!

*Uma dica para quem tem uma família muito grande ou tem crianças, é optar por hotéis fazendas, pois como tem tudo incluído nas diárias (principalmente as refeições e a parte de lazer), o custo da viagem fica controlado, sabendo-se exatamente quanto vai ser gasto no final.

Não estou te desencorajando a explorar novas terrinhas, mas estou te dizendo que é possível ser feliz com o que temos hoje, e que basta nos preparar para alcançarmos o nosso sonho amanhã. Então, vamos diminuindo mensalmente aqueles 3 batons que compramos todo mês, os 10 chops na sexta por 3, fazendo alternativas, e também, estabeleça uma meta real (vou juntar no mínimo R$100,00/mês até julho de 2016 para viajar em dezembro) e crie uma lista de destinos que quer conhecer, assim, quando chegar nesta data, faça um apontamento do que você arrecadou e aí sim, de acordo com o que você já tem em mãos defina o seu destino.  Acredite: logo, logo você vai ter dinheiro sobrando para fazer a sua tão sonhada viagem, mas enquanto isso não ocorre, vem conhecer o Brasil!

Bitocas,

Grécia – Como está a crise para os turistas?

01 . julho . 2015

Olá pessoal,

com todo esse burburinho em torno da Grécia, eu procurei um amigo que trabalha com turismo receptivo em Atenas, para nos dar um panorama real e sem o sensacionalismo da mídia.

O que ele me disse é que: “O negocio tá sério aqui para os gregos. Com saques diários de apenas Euro 60 criam-se filas enormes nos caixas eletrônicos e, sobre tudo, o estado de pânico. Do outro lado, a capacidade de compras ficou baixa; as empresas estão produzindo menos e tudo é uma cadeia. Ninguém sabe o que vai acontecer…

Mas turismo funciona bem, por enquanto, os hotéis estão lotados. Para estrangeiros não há limite de saques, podem fazer quantos quiserem e no valor que quiserem. O que podem enfrentar é que os estabelecimentos como lojas e restaurantes vão deixar de aceitar os cartões de créditos (o motivo é o medo de receberem os valores em Dracma ao invés de Euros, uma vez, que poderá mudar a moeda no país), então, é bom que tenham mais dinheiro em espécie (especialmente com as filas nos caixas eletrônicos conseguir tirar dinheiro não vai ser fácil). Este, por enquanto, é o único incômodo que poderá enfrentar um visitante da Grécia.

Quanto à segurança, nada que possa chamar atenção, não há bagunça e está tudo tranquilo!

A situação é esta por enquanto…vamos ver.”

Sergio

Então, só para reforçar:

– Leve mais dinheiro em espécie e deixe os cartões de crédito só para casos emergenciais;
– Se você estiver disposto a enfrentar filas, leve o dinheiro no cartão, mas saiba que irá perder tempo, onde poderia estar se deliciando em uma praia paradisíaca.
– E o melhor,  utilizando o dinheiro em espécie o seu poder de barganha aumenta, pois todos preferem receber em dinheiro, seja na Grécia ou em qualquer parte do mundo.

Espero que este post te encoraje a manter de pé a sua viagem a Grécia ou te ajude a se animar para fazê-la em uma próxima oportunidade.

Um super beijo e até a próxima!

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020