Argentina: isenção de 21% de IVA em hotéis já está valendo, entenda…

03 . janeiro . 2017

Hey pessoal!

Notícia boa!

Até que enfim: a isenção do IVA (imposto de valor agregado, o equivalente ao nosso ICMS) nas diárias de hotel na Argentina pagas por visitantes estrangeiros (por meio de agência de viagem ou com cartão de crédito e de débito) foi regulamentada no fim do ano e já está valendo desde esta segunda-feira, 2 de janeiro de 2017.

O IVA que incide sobre diárias de hotel é de 21% e continuará adicionado a todas as diárias. Pagando com cartão de crédito ou débito internacional, porém, o hóspede estrangeiro recebe o desconto automaticamente, na maquininha. Com o desconto, a conta do hotel vai ficar 17% mais barata.

Isenção ou desconto?

  • O que a Argentina está fazendo é isentar o visitante estrangeiro do IVA no pagamento de hotéis. No entanto, como o IVA será acrescentado à conta na hora do check-out, na prática o que ocorre é uma devolução ou desconto.
  • Os sites de reservas, como o Booking, normalmente informam a diária dos hotéis na Argentina sem o IVA. Se você configurar o site para exibir os valores em pesos, já saberá o valor final. Se a diária custa 1.000 pesos, este é o valor que você vai pagar, caso use cartão de crédito ou débito emitido fora da Argentina.
  • Entretanto, no momento do check-out, esses 1.000 pesos terão o acréscimo do IVA de 21% — vão virar 1.210 pesos. Se você pagar em dinheiro, vai desembolsar 1.210 pesos mesmo. Pagando com cartão de crédito internacional, porém, esses 210 pesos serão estornados pela maquininha, e a conta volta aos 1.000 pesos líquidos. (210 pesos são 21% de 1.000 pesos, mas cerca de 17% de 1.210 pesos.) É por isso que a isenção vira tecnicamente um desconto.

A economia de 21% mais do que compensa o IOF de 6,38% dos cartões de crédito brasileiros (e até mesmo uma eventual variação cambial).

O desconto vale apenas para diária e café da manhã em hotéis; apartamentos de temporada estão fora da medida. Despesas extras em hotéis — como almoço, jantar, massagens ou consumo do frigobar — continuam pagando IVA de 21% e devem ser faturadas separadamente.

A isenção de IVA em hotéis de outros países
Com essa medida, a Argentina entra na onda de outros países da América do Sul que já isentam os visitantes estrangeiros do pagamento do imposto sobre hospedagem. (O Brasil passa a ser o único país do Cone Sul que não dá essa moleza para os visitantes estrangeiros.) Cada país, porém, tem seus próprios procedimentos.

Veja as diferenças:

Uruguai
No Uruguai, visitantes estrangeiros são isentos dos 20% de IVA em hotéis. O valor não é sequer acrescentado à conta. O pagamento pode ser feito em qualquer meio: pesos, cartão internacional ou moeda estrangeira (caso o hotel aceite).
Já nos casos de restaurantes e locadoras de carros, o IVA é acrescentado à conta mas devolvido automaticamente quando o pagamento é feito com cartão internacional.

Chile
No Chile o turista tem direito à isenção dos 19% de IVA em despesas de hospedagem — desde que tenha entrado no Chile há menos de 60 dias e pague em dólar vivo ou cartão internacional.
A ‘prova’ de que você está no Chile há menos de 60 dias é o papelzinho da imigração, que será xerocado pela recepção do hotel. Na hora do check-out, vá com tempo sobrando, porque o funcionário vai ter que preencher uma ‘factura de exportación’ (se for pegar o avião de manhã cedo, feche a conta na véspera).

Peru
O Peru também isenta turistas do IVA de 18% em hotéis. O pagamento pode ser feito por qualquer meio, mas você precisa provar que está há menos de 60 dias no Peru.
Assim como acontece no Chile, a recepção vai xerocar a sua tarjeta (papelzinho) de entrada no país.

Já estamos começando o ano com o pé direito! rsrs  Um beijão!

Fonte: Viajenaviagem
Foto: Hotel Charming Luxury Lodge

Newsletter

Fique por dentro das novidades do blog! Assine abaixo e receba as atualizações direto no seu e-mail!

Blush Viajante - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020